!-- Global site tag (gtag.js) - Google Ads: 622731988 -->
 

Cálculo de execução de dívida

O cálculo de execução de dívida é importante para se entender como os credores avaliam uma possível falência de um determinado devedor. Um bom cálculo de execução de divida considera diversos fatores, como as chances de pagamento do débito, a probabilidade de obtenção de uma garantia ou o potencial de venda de ativos do devedor.

De um modo geral, a execução de divida envolve a determinação de um montante a ser pago pelo devedor ao credor. Esse montante é calculado com base nos juros e nas parcelas vencidas da divida. O cálculo de execução de divida também leva em conta a possibilidade de o devedor pedir recuperação judicial.

Caso o devedor não possa realizar o pagamento do montante previsto na execução de divida, ele poderá recorrer à recuperação judicial. Nesse caso, o juiz poderá reduzir o valor da divida, ou até mesmo extinguir a divida. A recuperação judicial é um processo que pode ser benéfico para o devedor, que terá a chance de reorganizar sua empresa e voltar a gerar empregos.

Entretanto, é importante notar que a recuperação judicial pode ser prejudicial para os credores, que podem receber um valor inferior ao previsto na execução de divida. Por isso, os credores devem avaliar cuidadosamente as possibilidades de recuperação judicial antes de iniciar um processo de execução de divida.

A recuperação judicial é um processo que pode ser benéfico para o devedor, que terá a chance de reorganizar sua empresa e voltar a gerar empregos.

Entretanto, é importante notar que a recuperação judicial pode ser prejudicial para os credores, que podem receber um valor inferior ao previsto na execução de divida.